Me Likeia!

08/03/2009

BBB 9 - Essas mulheres e nós mulheres!



Naía é a mais velha da casa, uma boca suja que faz de tudo para chamar atenção no programa ao vivo, que foi capaz de dar o anjo para outra pessoa e não para sua netinha querida, que espera Ana virar as costas para enumerar o tanto de defeitos que ela tem e o quanto é perturbada pela neta. Uma senhora que deixa claro que deseja que o de ruim volte para quem desejou, ignorando que esta regra vale para ela mesma. Tem preconceitos de religião, raça e cor.

Ana é uma garota minada, egoísta, egocêntrica, que se faz de vítima o tempo todo, que é incapaz de pensar no coletivo, que usa seus belos olhos azuis para terem piedade dela, e ao mesmo tempo se acha melhor que todas ali dentro, merecedora de todas as vantagens.


Maíra é uma mulher casada, aponta os defeitos de todos e não se importa em relar a bunda nas vergonhas de um homem, tem sempre uma palavra de acusação na boca, de fofoca e de intriga. Acusa, julga, condena e se perdoa totalmente.

Milena é uma mãe que não sentiu vergonha em fazer sexo com um quase desconhecido para quem quisesse ver, que fala, pensa, vive sexo, que procura com muita sabedoria instigar uns contra os outros.

Priscila é uma moça que usa a sua grande inteligência para medir o tamanho dos órgãos sexuais masculinos, se envolve com um homem casado e tem olhos de inveja da alegria alheia. Acha natural sexo a três e não gosta de negros.

Josi é uma cantora que se acha famosa, que não gostou da investida agressiva de Ton, mas que em nome do dinheiro foi capaz de engatar o romance e depois se fazer de viúva alegre. Acusa com grande poder, mas escolhe o réu errado simplesmente porque quer culpar a quem não gosta. Usa os olhos e os poderes da psicologia para falar mal de quem lhe incomoda.

Fran é uma moça que se deixou envolver com um senhor mais velho, não deu limites, aceitou carinhos inaceitáveis de um outro homem e ficou com um terceiro. Não beija na boca diante das câmeras, mas aceita todo tipo de carinho debaixo do edredom, enaltecendo inclusive os dotes do seu escolhido.

Aqui eu só enumero os defeitos, qualidades eu sei que elas têm.

São por essas as mulheres que vocês brigam, discutem, debatem, defendem. Mulheres comuns, cheias de defeitos, como todas nós. Não são, em momento algum motivo de orgulho nacional, não são diferentes de nós mesmas.


O que se faz é elevar as qualidades e desculpar os defeitos, com isso, escolhe-se a preferida. Elas tem qualidades, e eu gostaria muito que vocês me dissessem quais são elas, porque assim eu entenderia melhor estas escolhas, essa defesa cega.

Como mulher, eu me senti grande apenas duas vezes na vida, e todas duas em uma sala de partos. Não durou muito, pouco tempo depois eu já não sabia se estava fazendo o certo, mas tinha certeza de que estava fazendo o melhor que podia. E assim sigo em minha vida, tentando fazer o melhor, o que não quer dizer que não faça o pior às vezes. Tem dias que sou grande, tem dias que sou pequena, tem dias que tenho mais força que qualquer macho e tem dias que sou tão frágil como uma criança. Mas muitas vezes, sou muito mais mulher que muitas destas ai, e você também!


 

Fofocas de Marte! Copyright © 2009 Flower Garden is Designed by Ipietoon for Tadpole's Notez Flower Image by Dapino

Layout by NEIVA