Me Likeia!

12/03/2010

BBB 10 - Meu Manifesto para o Boninho!



Dias atrás, ontem talvez, vi o Boninho no Twitter dizendo que recebeu um manifesto.

Fiquei pensando que raio será isso?

A palavra manifesto vem de manifestar, certo?

Mas depende de como a pessoa se manifesta, se ela se manifesta pelo cérebro ou pelo intestino. Foi por isso que recorri a wikipédia que informa:


“Na literatura, define-se Manifesto como um texto de natureza dissertativa e persuasiva, uma declaração pública de princípios e intenções, que objetiva alertar um problema ou fazer a denúncia pública de um problema que está ocorrendo, normalmente de cunho político. O manifesto destina-se a declarar um ponto de vista, denunciar um problema ou conclamar uma comunidade para uma determinada ação. Estrutura relativamente livre, mas com alguns elementos indispensáveis: título, identificação e análise do problema, argumentos que fundamentam o ponto de vista do(s) autor(es) do manifesto, local, data, assinaturas dos autores e simpatizantes da causa. É diferente de abaixo assinado, pois não é uma reivindicação, mas uma declaração de intenções.”


Considerando que este trem de manifesto é chique, eu quero me manifestar, ou melhor, eu quero fazer um manifesto. Ei-lo:


Belo Horizonte, 12 de março de 2010.



Ao Sr. Diretor da Rede Globo Boninho.


Venho através desta manifestar a minha indignação com o programa do qual Vossa Excelência é diretor e que eu assisto, não porque gosto, mas porque não consigo achar o botão de desligar da TV e meu controle remoto só tem o canal 126 da Net, (caso o Sr. não entenda eu usei de ironia neste parágrafo). A minha indignação refere-se ao fato de que estão fudendo (fudendo não é palavrão no meu dicionário) o meu, quer dizer, o seu programa colocando causas políticas, sociais, econômicas e financeiras em reality show que deveria entreter as pessoas. Mas não, estão querendo imputar (palavra chique, né?) em um participante apenas, as causas de todos os tipos de preconceito no Brasil e no mundo, como se esta fosse à intenção do programa. Eu entendo perfeitamente, Sr. Boninho, que o programa nos leva a analisar o comportamento humano, mas ainda não foi constituído um júri capaz de condenar estes participantes, porque os que se acham no direito de julgar e condenar cometem mais atrocidades que os jogadores. (putapariu Seu Boninho, este texto tá ficando bonito, pega o dicionário que hoje estou arrasando!). Às vezes eu chego a pensar que amputaram o cérebro de algumas pessoas que assistem o BBB e como eles nunca o usaram, não sente a mínima falta.

Por oportuno, informo-lhe que não pretendo de modo algum, de maneira alguma e de jeito algum assistir às cenas ou “senas” (by filha da Xuxa), de deleite e prazer entre Serginho e Fernanda, exatamente porque eu sou igual ao Senhor, eu não tenho coração, eu tenho estômago e geralmente ele está cheio, minto, certamente ele está cheio e pra mim o que entra por cima, não sai por cima, entendeu? E muito embora o amor livre seja lindo, este amor de ex-gay com ex-santa só serve para o Sr. Bial comer mosca, porque quem fica de boca aberta, fica vulnerável.

Para justificar meu manifesto apresento-lhe o argumento de que os próprios participantes ativistas da causa gay, foram os primeiros a manifestarem algum tipo de preconceito com referência aos heteros, como também um desconforto por estarem sendo expostos ao olhar do público de um país inteiro, sendo que talvez não estivessem tão preparados para isso como acreditavam, e permanentemente usam a bandeira de sua causa para acusar e para se defender.

Eu tenho como princípio que tudo deve ter meio e fim.

Mas o maior argumento, o mais plausível é que a minha intenção é rir, me divertir, brincar, pensar, analisar o jogo e os jogadores como programa de entretenimento que é, e não como oportunidade para garantir a minha visibilidade na mídia nacional. Traduzindo: Não estou nem ai para quem quer sofrer um BBB eu vou continuar rindo, não tenho tempo pra acender vela pra defunto vivo e muito menos bater palma pra maluco que não acredita que hospício exista. No mais este trem de manifesto é chato demais e eu perdi meu tempo fazendo este post enorme que dá preguiça no povo de ler, e fica chata esta discussão viado, gay, ex-viado, homo, hetero, gordo, magro, chatopracaraio, e se eu fosse o Sr., ao receber este ou outro qualquer manifesto eu mandaria manifestar lá na casa do amigo do Dourado! Mas se quiser, pode conversar comigo no Twitter, quando eu estiver lá, claro, porque não estou à sua disposição não, e o Sr. só vai pra lá quando eu não estou, acho até que está fugindo de mim ou do meu manifesto.

Assino como Mamis, e não tem mais ninguém assinando comigo, porque em Marte é assim, quem quer brinca, quem não quer não brinca.

Manifestei!


Quer manifestar você também? Sinta-se à vontade para usar o Jequinha, o sistema de comentários de Marte.


 

Fofocas de Marte! Copyright © 2009 Flower Garden is Designed by Ipietoon for Tadpole's Notez Flower Image by Dapino

Layout by NEIVA