Me Likeia!

27/01/2011

BBB 11 - WTF?


BBB 11 cheio de novidades e se ontem eu dei dez pontos para o Boninho hoje estou pensando em tirar 9,5. Adorei a troca de participantes, mas trazer de volta quem saiu e não faz nem uma semana? Vou ter que tomar antipatia duas vezes da mesma pessoa no mesmo programa? Não é pedir muito de mim? Ele já divulgou o nome do casal que entra, vi na Globo.com e vi também a opinião da Diana.

What the fuck?

Como assim Bial? Explica de novo, por favor!

Eu acho que a Diana cometeu um engano, existem sim mulheres heteros, mulheres que ainda pensam em estudar, ter uma carreira profissional, casar e entrar na loucura da jornada tripla. E por mais difícil que seja a vida de uma mulher casada e com filhos, ainda existem pessoas que anseiam por isso, pela rotina, porque a rotina não é tão ruim, ela passa uma sensação falsa de segurança, mas uma sensação boa.

Eu não sei quando foi que a vida das pessoas e principalmente do programa passou a ser exclusiva a um item só, a sexualidade. Eu não fui criada nesta modernidade, mas sou uma pessoa aberta e resignada, converso sobre tudo e aceito as diferenças. Porém, me parece que esta bandeira que estão não só segurando, mas tentando fazer com que todos engulam está ficando pesada demais, é imposição demais, e tudo que é colocado de modo tão agressivo para que as pessoas aceitem, gera resistência.

Eu estou achando o programa ruim, não achei nenhum deles carismático, cativante ou interessante. Pessoas sem conteúdo, sem uma proposta de vida que não seja a tal bandeira erguida e o exibicionismo.

E para Diana eu só posso dizer que sinto muito, me perdoe, mas existem mulheres heteros sim e que são felizes assim.

“Tomei conhecimento numa manhã de domingo, quando fui ao jornaleiro e dei de cara com a manchete, que dizia: “Dee, a Safada, e Eu.” Impressionada, peguei o jornal e bastou uma passada rápida de olhos para ver que o nível de detalhes não tinha precedentes...

...Tive pena da Dee. Nunca tive pena de ninguém antes, e fiquei com vergonha de ser jornalista. Até o fato de eu conhecer o jornalista – Scott Jones, o neozelandês que namorei enquanto tentava não estar apaixonada pelo Damien – me envergonhou.

A idéia de ter que suportar uma exposição como essa me deu dor de barriga. Será que alguém é capaz de aguentar a honestidade de detalhes – e estou falando de honestidade de detalhes sórdidos, não de fingimentos leves – da própria vida sexual estampados na primeira página do jornal de domingo? Jesus, você não morreria?”

Texto extraído do livro “CHEIO DE CHARME de Marian Keyes, Editora Bertrand Brasil, 2010.


 

Fofocas de Marte! Copyright © 2009 Flower Garden is Designed by Ipietoon for Tadpole's Notez Flower Image by Dapino

Layout by NEIVA